O que é a CETS?

A Carta Europeia de Turismo Sustentável - CETS é uma iniciativa da Federação EUROPARC - Federação da Parques Naturais e Nacionais da Europa, que tem como objetivo global promover o desenvolvimento do turismo de uma forma sustentável nas Áreas Protegidas e Classificadas da Europa.
A CETS é um instrumento que estabelece, de uma maneira concreta, os princípios do turismo sustentável nas Áreas Protegidas e Classificadas e como se podem aplicar no território. Tem sido elaborada em Áreas Protegidas e Classificadas Europeias juntamente com empresários turísticos e outros atores locais.
O sistema de adesão à CETS é um acordo voluntário que compromete as partes envolvidas (gestores das Áreas Protegidas e Classificadas, empresários turísticos e outros atores locais) a levarem a cabo uma estratégia local de turismo sustentável.


Objetivos principais da CETS

  1. Fomentar o conhecimento e o apoio às Áreas Protegidas e Classificadas, que representam uma parte fundamental do nosso património natural e cultural, e que por ele se deve conservar para usufruto das gerações atuais e futuras;
  2. Compatibilizar a conservação dos valores do território com a satisfação das aspirações dos empresários, com as expectativas dos visitantes e com as necessidades da população local;
  3. Gestão sustentável e desenvolvimento turístico das Áreas Protegidas e Classificadas.


Princípios da CETS

  1. Envolver os atores locais (relacionados com o turismo) na gestão e desenvolvimento da atividade turística no território;
  2. Elaborar e implementar uma estratégia de turismo sustentável e um plano de ação para o território;
  3. Proteger e promover o património natural e cultural do território, evitando um desenvolvimento turístico excessivo;
  4. Oferecer aos visitantes uma experiência de alta qualidade;
  5. Proporcionar informação adequada aos visitantes sobre os valores do território;
  6. Promover produtos turísticos genuínos que permitam aos visitantes descobrir, compreender e estabelecer uma relação com o território;
  7. Aumentar o conhecimento sobre o território e o tema da sustentabilidade entre os atores locais relacionados com o turismo;
  8. Garantir que o desenvolvimento da atividade turística não põe em causa a qualidade de vida da população local;
  9. Aumentar os benefícios do turismo para a economia local;
  10. Controlar o fluxo de visitantes para reduzir os impactos negativos que o turismo possa causar.

Sem comentários:

Enviar um comentário